Nossa História

Confina Alimentos
"Nossa empresa atende todo o estado de São Paulo oferecendo produtos de altíssima qualidade."

No ano de 1980, o casal José Carlos Barreto e Elza Fochi Barreto deram início às atividades da empresa, com a criação de frangos para serem vendidos em supermercados e feiras na cidade de Poloni, interior de São Paulo. Em meados de 1985, os filhos do casal, Luiz Carlos Barreto, Ricardo Cezar Barreto e Paulo Márcio Barreto, deixaram suas atividades e se juntaram aos pais para ajudá-los nos negócios da família, depositando suas expectativas no sucesso do novo empreendimento.

Em 1994, a empresa passou por um processo de expansão onde, além da criação de aves, iniciou a montagem de um frigorífico com capacidade para abater 3.000 aves/dia. No mesmo ano foi criada a marca CONFINA, surgindo, assim, a empresa Confina Alimentos Industrial Ltda., especializada na criação, abate, industrialização e comercialização de aves, com a preocupação de oferecer produtos de excelente qualidade e a cada ano ganhando maior expressão dentro do seu setor de atuação. Neste mesmo ano a criação de gado, que já vinha sendo desenvolvida pela família em suas propriedades desde 1970, tornou-se bastante expressiva.

Em 1998, com quase vinte anos de mercado no setor de carnes, a empresa decidiu ramificar a atuação do seu negócio e investir no ramo da pesca, instalando dentro de suas propriedades tanques para criação de peixes.

A empresa investiu, também, no ramo de suínos, e em 2000, após dois anos de pesquisas, estudos e desenvolvimentos de novos produtos, foi montada uma fábrica de industrialização de carne suína, lançando no mercado os produtos de cortes de suíno, embutidos, defumados e linguiças.

Ampliando ainda mais o mercado de atuação, a Confina Alimentos no ano de 2003 inaugura seu Armazém e Secador de Grãos, na cidade de Nhandeara, com capacidade para armazenar 6000 toneladas de grãos.

Na busca de desenvolvimento sustentável, a Confina Alimentos mantém, desde 2004, uma moderna estrutura para o tratamento de efluentes, que purifica a água utilizada por suas indústrias. Depois de tratada, essa água é utilizada para a irrigação de pastagens e do plantio e replantio próprio de eucaliptos que a empresa mantém próximo às suas propriedades, onde sua madeira é utilizada para alimentar as caldeiras das indústrias. A organização possui, também, uma moderna graxaria com capacidade para industrializar todos os seus subprodutos e também de terceiros, transformando-os em farinha de pena, óleo de vísceras e etcs., que posteriormente são vendidos para fabricação de ração de animais.

Com a entrada da terceira geração de proprietários em 2008, a empresa passou por uma série de inovações no seu espaço físico, em tecnologia, armazenamento e transporte de mercadorias, embalagens, entre outros, promovendo uma maior capacidade de produção, qualidade dos produtos fabricados e ganhos de novos mercados.

No ano de 2009 a Confina montou sua nova fábrica de rações, altamente informatizada e com uma capacidade de produção de 30 toneladas/hora, com grãos de excelente qualidade.

Em 2010 a Confina Alimentos inaugura 2 núcleos de confinamento bovino passando assim a trabalhar não só com cria, recria e engorda no método semi-intensivo como também passou a utilizar o método de confinamento, elevando ainda mais a capacidade de criação de bovinos.

Atualmente, a organização opera com uma capacidade de abatimento de 60.000 aves/dia, possui 70 barracões de engorda, sendo 30% deles integrados e os outros 70% criação própria, com técnicos e veterinários acompanhando todo o processo de criação dessas aves. A organização industrializa suínos, produzindo uma gama de 40 produtos entre cortes, linguiças, defumados e embutidos.

O Armazém e Secador de Grãos, na cidade de Nhandeara, ganhou espaço e prestígio no mercado, aumentando ainda mais sua atuação na secagem e limpeza de grãos, sendo que 90% desses grãos são adquiridos pela própria empresa e utilizada como matéria-prima para fabricação de ração.

A criação de peixes tornou-se um sucesso e a empresa a cada dia amplia sua produção para atender a demanda de peixes vivos para pesqueiros.

A comercialização dos produtos da Confina Alimentos é feita em todo o estado de São Paulo, abastecendo desde pequenos varejistas às grandes redes de supermercados e atende em média 4.000 clientes. Assim, a organização busca cada vez mais se adequar às exigências do mercado altamente competitivo e às necessidades de seus clientes, visando à expansão de seus negócios e sua consolidação no mercado.